09/10/2019 - 10:06

TCA Criança: Sala do Coro recebe programação especial infantil

Já é tradição: em torno das comemorações do Dia das Crianças, o Teatro Castro Alves (TCA) reserva espaço especial em sua pauta para acolher o público infantojuvenil. Neste ano, o 'TCA.Criança' se concentra na Sala do Coro, com produções baianas de dança e teatro. 'Tempo de Brincar', do Dança Materna, propõe o resgate de brincadeiras antigas, nos dias 12 e 13 de outubro, às 11h. Já o Bando de Teatro Olodum, iniciando as celebrações pelos seus 30 anos de história, apresenta 'Sarauzinho da Calu', em 19, 20, 26 e 27 de outubro, e estreia “Boquinha... e assim surgiu o mundo”, em 2, 3, 9 e 10 de novembro, sempre às 16h. Ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

'Tempo de Brincar' é um estímulo ao que seu próprio título diz: preservar a infância como um momento de diversão. Na era dos eletrônicos e de uma rotina intensa de trabalho dos pais fora de casa, o tempo com as crianças tem diminuído e a maioria das infâncias estão distanciadas das tão legais brincadeiras de rua, ao ar livre, em contato com a natureza. São muitas as horas nos celulares, tablets e jogos eletrônicos, dentro de casa, ou ainda com agendas cheias de atividades extras. As crianças precisam de tempo de ócio, tempo livre para brincar, tempo para ser criança! Nesta performance, as brincadeiras de antigamente são relembradas, reservando atenção e conexão entre mães/pais e seus filhos e filhas. Magia, leveza, sinceridade e alegria são as palavras-chave para o Dança Materna, cujo elenco é formado por famílias gestantes e com bebês, ao lado da Cia. Aurora Dança Inclusiva e do grupo Abraço à Microcefalia.

O Bando de Teatro Olodum completa em 2020 três décadas de trabalho – a mais popular e longeva companhia negra na história do teatro baiano e uma das mais conhecidas do país. Nascido em 17 de outubro de 1990, a partir de uma parceria entre o diretor Marcio Meirelles e o Grupo Cultural Olodum, o Bando abre uma temporada de um ano de comemoração. No “TCA.Criança”, eles apresentam duas novas obras infantis de seu repertório.

'Sarauzinho da Calu' é inspirado no premiado livro 'Calu, uma menina cheia de histórias' (Editora Malê), de autoria de Cássia Vale e Luciana Palmeira, com prefácio de Lázaro Ramos. A própria Cássia Valle, atriz, escritora e dramaturga, assina a direção do espetáculo, que utiliza poesia, música e literatura infantil para falar de representatividade, tradição, memória e identidade. A narrativa de uma menina negra é abordada a partir das histórias que ela escreve em seu bloquinho, criando um universo alternativo carregado de símbolos da cultura afro-brasileira, afirmando a importância de falar dos sonhos das crianças negras. De forma lúdica, criativa e transformadora, a montagem retrata a transmissão de conhecimento através da oralidade, como contação de histórias, poemas e canções infantis compostas especialmente para a obra.

Já 'Boquinha... e assim surgiu o mundo' é o primeiro espetáculo solo de Ridson Reis, integrante do Bando de Teatro Olodum, que atua e dirige a montagem. 'Como surgiu o mundo?' – esta dúvida nascida a partir de uma provocação da professora descortina um universo de reflexões e diversão. Com texto de Lázaro Ramos, a peça promove o encontro do pequeno João Vicente, personagem central da trama, com as diversas perspectivas de surgimento do mundo. Numa viagem pelo seu quarto e pelas anotações do seu avô, João se depara com amigos mágicos que o ajudam a fazer o dever de casa e a pensar nas múltiplas possibilidades de respostas para a indagação. A mágica, o ilusionismo e o audiovisual também aparecem, criando uma atmosfera fantástica e instigante, para refletir sobre o respeito às diferentes opiniões, crenças e credos, tudo de maneira leve e divertida.



TCA.Criança 2019

“Tempo de Brincar” – Dança Materna
Quando: 12 e 13 de outubro (sábado e domingo), 11h

“Sarauzinho da Calu” – Bando de Teatro Olodum
Quando: 19, 20, 26 e 27 de outubro (sábado e domingo), 16h

“Boquinha... e assim surgiu o mundo” – Bando de Teatro Olodum
Quando: 2, 3, 9 e 10 de novembro (sábado e domingo), 16h

Onde: Sala do Coro do Teatro Castro Alves (TCA)
Quanto: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)


Fonte: Ascom/ TCA