18/09/2019 - 21:02

Semana da Diversidade leva palestra sobre suicídio para universidades

Realizada até o próximo sábado (21), a Semana da Diversidade 2019 tem como mensagem principal a defesa e o respeito à vida de lésbicas, gays, bissexuais e travestis. A iniciativa é promovida pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e agrega uma série de ações. 
 
Como parte da programação, o 'Tarde das Pretas convida', abordou o afeto, que muitas vezes é negado às pessoas LGBTQI+, no Casarão da Diversidade, na tarde desta quarta-feira (18). À noite, a temática 'Prevenção ao suicídio, o que temos?' foi discutida em instituições de ensino da capital baiana, como a Universidade Salvador (Unifacs), no campus Paralela. 
 
"Escolhemos trabalhar a questão da educação nessa Semana da Diversidade porque entendemos a necessidade de discutir o afeto positivo. Temos uma sociedade que é educada para pensar de forma individual e vivemos um processo do ponto de vista político no qual somos ensinados a lutar e combater para sobreviver. Mas se preparamos pessoas apenas para o combate e sem acolher o outro, em algum momento o suicídio pode aparecer", explicou o coordenador de políticas LGBT da SJDHDS, Gabriel Teixeira. 
 
A proposta dos organizadores é levar o assunto para os ambientes educacionais porque são espaços considerados decisivos no processo de transformação da realidade de pessoas LGBTQI+. "Não é fácil para a pessoa LGBTQI+ acordar todos os dias e saber que vai enfrentar muitas resistências. Por isso, queremos falar de afeto entre nós e tratar da prevenção ao suicídio que está muito presente em nossa sociedade”, acrescentou Gabriel. 
 
Para esta quinta-feira (19), às 19h, está previsto o ato interreligioso 'Paz na Diversidade', no Curuzu. Já na manhã de sexta (20), o Casarão da Diversidade recebe o 'Café com Afeto', no qual cada participante levará um alimento que faz referência à sua memória afetiva. Às 14h, no CRDH/Uneb, no Pelourinho, haverá uma oficina com a temática 'A diversidade pede licença para viver'. 
 
As atividades serão finalizadas na manhã de sábado (21) com os Jogos da Diversidade, na quadra poliesportiva da Universidade Federal da Bahia (Ufba), em Ondina.
 
Repórter: Jairo Gonçalves