25/03/2020 - 14:45

Ronda Maria da Penha adota medidas e segue atendimento a assistidas

As assistidas pela Operação Ronda Maria da Penha continuam recebendo atendimento e atenção dos policiais militares. Seguindo a diretriz estabelecida pelo decreto do Governo do Estado, o comando da unidade definiu, junto com a tropa, um conjunto de regras e medidas para proteção de todos em relação ao novo coronavírus.

Atualmente a Ronda realiza fiscalização de medida protetiva para 159 assistidas em Salvador. Segundo a comandante, major Flávia Barreto, a atuação não pode abrir mão da visitação. “Elas precisam sentir que estão protegidas de forma concreta, não podemos deixar de ir até a residência, como já fazíamos”, completou. A diferença é que os policiais ligam para as assistidas da porta da residência, confirmam se está tudo bem e se fazem presentes, mas sem contato próximo. Caso haja necessidade de abordagem ou prisão que necessite de contato físico, os protocolos são adotados, como por exemplo, higienizar as mãos e evitar tocar no rosto logo após o contato. 

“Montamos kits de higienização para viaturas, bem como estabelecemos algumas posturas para os nossos pms, que está contando com detectores de metais para realizar abordagens de rotina, usando os vidros das viaturas abertos, máscaras, luvas, cloro ativo e álcool gel individual. Precisamos continuar cuidando das mulheres que mais precisam, inclusive preservando a saúde delas”, explicou a comandante.
 

“Me sinto protegida e sei que posso ligar a qualquer hora para os policiais da Ronda que eles estarão aqui. Eles não deixam de me ligar e isso é muito importante pra gente”, afirmou a dona de casa, moradora do Engenho Velho de Brotas, assistida da unidade, que possui medida protetiva.
 
Fonte: Ascom/ PMBA