07/06/2018 - 12:16

Fórum de Arte e Cultura do Subúrbio realiza XII Caldeirão Cultural

O XII Caldeirão Cultural - Festival de Artes do Subúrbio Ferroviário vai movimentar a Praça São Braz, o Centro Cultural Plataforma (CCP), o Centro de Referência do Parque São Bartolomeu, no Subúrbio de Salvador, com doze horas de intensa programação. A edição 2018 será realizada no dia 8 de junho, a partir das 10h, e conta com a participação de mais de 20 grupos das diversas vertentes artísticas, além de comemorar o 11º ano da reabertura do CCP, um dos espaços culturais da Secretaria de Cultura do Estado (Secult). O evento é realizado pelo Fórum de Arte e Cultura do Subúrbio, com entrada franca.

A grade de programação é composta por cinco ações: Caminhada Cultural, Plataforma de Talentos, Piquenique de Argumentos, Varanda Cultural e Ecocult. Com exceção do Piquenique de Argumentos, as demais atividades acontecem na Praça São Braz. O Ecocult acontece no Parque São Bartolomeu e será no dia 9 de junho. A abertura será com a tradicional caminhada cultural do Largo do Luso à Praça São Braz. Em seguida, pela primeira vez, o Plataforma de Talentos será realizado na praça. Mais de 20 grupos artísticos são esperados para as duas ações.

No Piquenique de Argumentos, através do tema “Troca-troca de Experiências em Gestão Cultural”, modelos de gestão serão debatidos. Farão parte da mesa Chicco Assis - Gerente de Equipamentos Culturais da FGM, DJ Navi - Grupo Elétric Dance (Itaberaba), Emílio Tapioca - Presidente do Conselho de Cultura da Bahia, Helder Bonfim - Fórum de Cultura da Bahia, Lia Robatto - Coreógrafa, Luís Buranga - A Outra Companhia de Teatro, Maria Mariguella - Diretora de Espaços Culturais da Secretaria de Cultura da Bahia, Plínio Rattes - Pesquisador em Gestão Cultural (Cultura e Sociedade /UFBA), Raimilton Carvalho - Movimento de Cultura Popular do Subúrbio.

Para finalizar as atividades, será realizado na frente do CCP um varandão cultural. Na programação está previsto final do Show de calouros, Dj Navi e apresentação de bandas locais. O Ecocult funcionará como uma ressaca do Caldeirão e este ano finalizará a programação. A atividade começa com um café da manhã colaborativo, às 9h, seguida da trilha ecológica saindo do Centro de Referência e adentrando as matas do Parque São Bartolomeu. O objetivo é dar visibilidade ao potencial ecológico, paisagístico e turístico do território através de trilhas e articulação de redes, chamando atenção para a necessidade da revitalização das cachoeiras e dos mananciais do parque.
 

Históricos
 
Depois de quase 20 anos fechado, o Centro Cultural Plataforma (CCP) abriu suas portas à comunidade em 8 de junho de 2007. A reabertura foi uma conquista dos artistas e entidades sócio-culturais do Subúrbio Ferroviário de Salvador, que desde o fechamento do antigo Cine-Teatro promoveram uma mobilização permanente, com manifestos, projetos e articulações políticas para recuperar o espaço.
 
 
Fonte: Ascom/Secretaria de Cultura do Estado (Secult)