30/11/2018 - 16:33

Detentos da Mata Escura protagonizam Sarau Literário

Mais de 60 detentos que estão tendo a oportunidade de estudar no Colégio Professor George Fragoso Modesto, localizado no Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador, encontraram na poesia um novo estímulo para a criatividade e para a arte literária. Na noite dessa quinta-feira (29), eles protagonizaram o 7º Sarau Literário. Com o tema 'O Homem do Novo Tempo', o encontro proporcionou a apresentação de poesias, músicas e grafites desenvolvidos pelos apenados durante o projeto 'A Cor do Brasil', que visa compreender os paradigmas identitários do povo brasileiro, passeando pelas manifestações culturais existentes.

A professora Judinei Dias explicou que a iniciativa busca utilizar as atividades culturais como forma de aprendizado e ressocialização dos envolvidos. “Estamos na sétima edição do Sarau e a qualidade dos trabalhos apresentados cresce a cada ano. Sabemos que muitos destes alunos possuem talentos para as artes e esse é um momento em que eles podem apresentar suas produções. Acreditamos que isso contribui para sua recuperação e uma futura reinserção na sociedade de forma mais humanizada”, destacou.

Para B. F., 68 anos, o projeto estimulou sua paixão pela poesia. “Desde cedo tinha esse amor pela escrita. Já tinha escrito poesias e cordéis e achei que após a minha entrada na penitenciária perderia essa chance. Fico muito grato por me darem essa oportunidade porque precisamos acreditar no homem. Sempre participo de todas as atividades que ocorrem no colégio e espero continuar praticando essas ações enquanto estiver por aqui”, declarou.
Sarau – A atividade desenvolvida pelos educadores do Colégio Professor George Fragoso Modesto tem como objetivo despertar nos alunos o interesse em conhecer a diversidade literária, fomentando o gosto pela leitura e produção textual, bem como motivá-los para manifestações artísticas por meio das poesias e músicas apresentadas.


Fonte: Ascom/ Secretaria da Educação