30/11/2018 - 17:58

Centro de Simulação Realística é inaugurado em Bom Jesus da Lapa

O secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, e o prefeito de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro, inauguraram nesta sexta-feira (30), em Bom Jesus da Lapa, o Centro de Simulação Realística, que possibilita aperfeiçoar o treinamento de médicos e demais profissionais de saúde no atendimento a casos de urgência e emergência.

De acordo com o secretário, no Centro é possível reproduzir diversos cenários, como uma parada cardiorrespiratória ou traumas. “Treinar médicos e outros profissionais nas mais modernas técnicas de emergência, cirurgia e terapia intensiva pode ser a diferença entre a vida e morte de um paciente grave”, explica Vilas-Boas.

Outras simulações também são feitas, como a necessidade de informar a família em caso de óbito ou auxiliar um cidadão comum a prestar os primeiros socorros enquanto a ambulância do SAMU não chega para realizar o atendimento especializado.

O secretário ainda inspecionou as obras de ampliação do hospital municipal Carmela Dutra. O convênio entre a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) e a prefeitura investirá mais de R$ 5,3 milhões para implantar 20 leitos de UTI, 28 leitos de enfermaria, além de construir um moderno centro de bioimagem. O hospital municipal saltará de 70 para 118 leitos.


Rastreamento do câncer de mama

Ainda durante a visita do secretário, a praça principal do município permaneceu lotada durante todo o dia para uma platéia feminina com mais de 50 anos de idade, que aguardava realizar exame de mamografia nas carretas do Governo do Estado.

Bom Jesus da Lapa tem um dos melhores índices de comparecimento de pacientes a este serviço na região, chegando a atingir a marca de mais de 2.500 exames de mamografia em somente 15 dias.

“Há 2 anos fiz meu último exame e graças a Deus posso repetir agora, pois depois dos 50 anos não se pode facilitar. Eu não perco nenhum mutirão de saúde que o governo monta aqui. Na minha vizinhança todo mundo está aqui hoje” , testemunha dona Elisete de Araújo, moradora do bairro João Paulo II.


Fonte: Ascom/ Sesab